quarta-feira, 30 de novembro de 2011

FAMÍLIA MJ Bonding de execução da sentença ... em Taping 'X Factor'

1130_jackson_x_Factor_ex


Michael Jackson ' s da família passou de Pastor juiz para juiz Cowell - ". Fator X" TMZ aprendeu o TODO clã Jackson acaba de chegar a uma gravação do Paris, Prince, Blanket, Katherine, Jackie, Tito e Marlon apenas sentou-se na primeira fila para a gravação ao vivo de hoje à noite em Los Angeles ... apenas um dia depois de Conrad Murray começou o livro jogado com ele por matar o rei do pop. 
Então, por que a aparência da surpresa? Estamos disse Katherine AMA o show ... e hoje à noite, os competidores estarão cantando alguns dos maiores sucessos de MJ.


http://www.tmz.com/2011/11/30/michael-jackson-family-x-factor/#.TtbalGNC948

CONRAD MURRAY estou feliz que eu fiz que Documentary

1129_conrad_EX_01

Conrad Murray não se arrepende por um segundo a fazer o documentário que enfureceu o juiz Michael Pastor , porque ele queria que o público para ouvir seu lado da história. Murray - que se recusou a testemunhar em seu julgamento - falou com amigos e familiares após a sentença. 
Estamos informados de Murray disse que ele sabia que estava indo para obter a pena máxima, por isso não o incomoda que ele tornou-se saco de juiz Michael Pastor da perfuração do homem sobre as coisas que ele disse no documentário - em particular, destruindo Michael Jackson e não aceitar qualquer culpa por sua morte. 
E nós sabemos mais sobre a reação de Murray para a sentença. Ele está dizendo que ele é "surpreendentemente otimista" sobre a frase, dizendo um amigo, "Eu só estou aliviado que finalmente acabou", acrescentando: "Não se preocupe, eu estou bem, e eu estarei em breve."


http://www.tmz.com/2011/11/29/conrad-murray-reacts-to-sentence-documentary/#.TtaY62NC948

Arnaldo Jabor @Arnaldo_Jabor Digam pelo twitter o quanto vcs estaum felizes com ele

No link da globo ainda naum tem o video q ele fala de MJ, mas se quiserem visitar aí esta:

http://g1.globo.com/platb/arnaldojabor

Blog de poesias desse infeliz!
http://pensador.uol.com.br/autor/arnaldo_jabor/

Twitter desta figura:
http://twitter.com/#!/Arnaldo_Jabor

"Isso não é justiça", diz irmão de Michael Jackson sobre sentença de Conrad Murray



Jermaine Jackson, irmão de Michael Jackson, disse ao tabloide britânico "The Sun" nesta quarta (30) que a sentença de quatro anos de prisão para Conrad Murray por homicídio culposo não foi justa. "A verdadeira justiça não deveria ser tão vazia e sem sentido como parece agora", disse.


O também cantor completou que, para ele, a justiça só seria feita se o médico ficasse preso por décadas. "Uma vida encarceirado pela vida perdida por causa de suas escolhas irresponsáveis e desrespeito à vida humana", sugeriu. "Eu só espero que para cada dia que Murray fique na prisão, ele seja assombrado pelo que fez, da mesma maneira que temos sido assombrados por aquilo que ele não fez - manter Michael vivo e saudável".


Jermaine diz que não culpa o juiz Michael Pastor pela decisão, já que "suas mãos estavam atadas" pois a sentença máxima era de quatro anos. "O que eu apreciei foi a forma como o juiz se 'dissociou' das hipóteses de que Michael teria morrido com ou sem o envolvimento de Murray".


De acordo com o "The Sun", Katherine Jackson, mãe de Michael Jackson, disse a repórteres na saída do tribunal que "quatro anos não são suficientes pela a vida de alguém".


A pena do médico Conrad Murray foi divulgada nesta terça-feira em Los Angeles. A Justiça negou o pedido da defesa do médico para que ele cumprisse liberdade condicional.


Murray deve cumprir a pena na prisão de Los Angeles e já tem um crédito de 46 dias cumpridos. No entanto, de acordo com uma nova lei da Califórnia, é possível que o médico não fique na prisão do Estado, e sim numa prisão local, em que irá cumprir, no máximo, metade do tempo previsto.


A Justiça também ordenou que o médico pague US$ 800 de multa e US$ 43 de taxas. Quanto à quantia que a promotoria havia pedido de indenização --US$ 100 milhões--, o juiz Michael Pastor não se pronunciou.


Durante o anúncio da sentença, Pastor parecia bravo. Apesar de dizer que Murray não era "nem santo, nem demônio", ele salientou que o médico pareceu não demonstrar remorso pela morte de Michael Jackson, "como se não tivesse qualquer ligação com o cantor".


http://celebridades.uol.com.br/noticias/redacao/2011/11/30/isso-nao-e-justica-diz-irmao-de-michael-jackson-sobre-sentenca-de-conrad-murray.htm

GNT exibe documentário inédito sobre a relação entre Michael Jackson e Conrad Murray


O GNT exibe nesta quarta-feira (30), às 23h15, o documentário inédito "Michael Jackson e o Médico: Uma amizade fatal", que mostra a relação do cantor com o médico, condenado nesta terça-feira a quatro anos de prisão por homicídio culposo (sem intenção de matar) de Michael Jackson. A produção também aborda os últimos três meses de vida do artista pop.


A October Films, produtora do documentário, teve acesso exclusivo a Conrad Murray desde novembro de 2009, cinco meses depois da morte do cantor, até pouco antes da condenação de Murray, no dia 7 de novembro.


Apesar de ter sido condenado a quatro anos de prisão pelo juiz Michael Pastor, Conrad Murray só deverá cumprir metade desse tempo, além de pagar US$ 800 de multa e US$ 43 de taxas.


Segundo o site TMZ, citando fontes policiais, Murray receberá proteção especial enquanto estiver na prisão. Ele será mantido em uma cela individual, acompanhado por um agente responsável por monitorar suas atividades.


http://televisao.uol.com.br/ultimas-noticias/2011/11/30/gnt-exibe-documentario-inedito-sobre-a-relacao-entre-michael-jackson-e-conrad-murray.jhtm

Remédio não tem culpa na morte de Michael Jackson


A dose fatal teria sido administrada pelo dr. Conrad Murray, que acabou levado a júri popular sob a acusação de assassinato
São Paulo - O anestésico propofol foi introduzido em 1977. Aplicada por via intravenosa, a substância “apaga” o paciente quase instantaneamente. Como é preparado como uma emulsão branca, nos Estados Unidos ficou conhecido como “leite da amnésia”. Por essa razão, Michael Jackson, que morreu devido a uma overdose de propofol, referia-se a ele como “meu leite”


.A dose fatal teria sido administrada pelo dr. Conrad Murray, que acabou levado a júri popular sob a acusação de assassinato.


É difícil imaginar por que alguém faria uso “recreativo” de propofol. Como outras drogas sedativo-hipnóticas, o líquido produz depressão e redução do metabolismo do cérebro. Isso faz com que o corpo do paciente muitas vezes “se esqueça” de respirar.


Ou seja: seu uso deve acontecer somente em ambiente hospitalar, como orientado por todas as associações médicas do mundo. Segundo Murray, Jackson sofria de insônia crônica e usava o medicamento para dormir.


O especialista em toxicologia Omar Manejwala, diretor da Fundação Hazelden, referência no tratamento de dependentes químicos nos EUA, avaliou dependentes de propofol e concluiu que a substância tem grande poder viciante. Na mesma velocidade com que atinge seu pico de concentração no sangue, ele desaparece – o que deixa aberta a porta para o círculo vicioso “doses cada vez maiores em intervalos cada vez menores”.


Alguns se tornam adictos pela sensação de euforia que experimentam ao emergir de sedação com propofol, que tem como efeito colateral a desinibição sexual. A sexualidade de Jackson sempre foi alvo de polêmicas. Se interessava-se por tal efeito, jamais saberemos.


Não estou aqui dizendo que o remédio é ruim. Devidamente utilizado, o propofol é ótimo. Infelizmente, reportagens realizadas nos Estados Unidos mostraram que pacientes, assustados com o desfecho da vida de Jackson, não querem que seus médicos usem propofol nas cirurgias. Uma bobagem.


Murray alega que o próprio Jackson aplicou a dose letal. Por ser uma droga ultrarrápida, a autoaplicação somente é viável com a utilização de um equipamento de dosagem automatizada. De qualquer forma, minha opinião é que, se o medicamento estava ali, alguém o prescreveu. Assim como alguém vendeu uma medicação de uso exclusivamente hospitalar. E esse alguém precisa ir para a cadeia.


http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/saude/noticias/remedio-nao-tem-culpa-na-morte-de-michael-jackson

Michael Jackson hoax morte - a frase eo Twilight Zone

Michael Jackson Morte Hoax - Dave & Posner MSNBC

Conrad Murray - O sofrimento para uma Eternidade

OLHA O Q ESSE IDIOTA FALOU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Arnaldo Jabor 29/11/2011 - Sobre Michael Jackson




JÁ FIZ A MINHA PARTE E ESCRACHEI ELE NO YOUTUBE. AGORA É A VEZ DE VCS!


http://www.youtube.com/watch?v=kpIXp2CL2ME

MOM CONRAD MURRAY Ela não sabe Jack (Daniels) sobre seu filho

1129_conrad_murray_tmz_drinks
Nota para o Conrad Murray mom 's. Você estava errado quando disse o juiz Michael Pastor seu filho nunca teve uma bebida em sua vida, e temos a prova - 80. prova mãe de Murray escreveu uma carta ao juiz Michael Pastor antes de sua sentença, pedindo misericórdia para seu filho e afirmando Conrad é uma boa pessoa que "nunca bebeu álcool, usava drogas ou fumou cigarros em sua vida. " Mas aqui está o negócio. Nós temos essa foto do Doc, que estava em uma festa de férias em Las Vegas no final dos anos '90 's. Você vê o fisting triple Murray. Pessoas na festa nos dizer Murray estava bebendo champanhe e cocktails durante toda a noite. Pelo menos ele não vai ter tempo de prisão extra para esta mentira.

Obs: Para mim nada a ver. Quem é q vai numa festa e naum bebe!? Só quem toma remédio contralado ou esta com algum problema de saúde ou simplesmente naum gosta de bebida.
Para mim essa notícia foi falta do q falar!

Para Léo Santana, Michael Jackson não morreu


Essa a gente não podia deixar passar batido... o Léo Santana tirou uma foto caracterizado como Michael Jackon e postou no Twitter para mostrar para a galera...


Depois de ver a foto do criador do Rebolation, dá até para desconfiar que o Rei do Pop realmente morreu.


http://wp.clicrbs.com.br/holofote/2011/11/29/para-leo-santana-michael-jackson-nao-morreu/?topo=52,1,1,,186,e186

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Hoax Trials and Tribulations 69 Michael Murray & the Federal agentes III

Jermaine Jackson: "Cem anos não é suficiente '



(NECN: Alysha Polumbo) - Como o juiz Michael Pastor condenado Dr. Conrad Murray ao máximo de quatro anos na prisão estadual, ele não fez rodeios em sua conta mordaz das ações do Dr. Murray, que antecederam a morte do Michael Jackson . "Dr. Murray engajados em um padrão, recorrente contínuo de falsidade, da mentira, e, lamentavelmente, esse padrão foi para ajudar o Dr. Murray", disse ele. A família Jackson não falar na sentença, mas um amigo da família ler um breve declaração em seu nome. "Solicitamos respeitosamente que você impor uma frase que lembra os médicos que não podem vender os seus serviços a quem pagar mais e deixar de lado o seu juramento de Hipócrates não causar danos", disse a família advogado Brian Panish. chumbo advogado de defesa de Ed Chernoff não desculpa as ações de seu cliente, mas sim pediu para o juiz a considerar a punição Dr. Murray já tem que conviver pelo resto de sua vida. "Dr. Murray, se ele é um advogado para o resto de sua vida , ou se ele é um greeter no Wal-Mart, ele ainda vai ser o homem que matou Michael Jackson. " Mas o juiz não voltar atrás. "Isto é inaceitável, séries, flagrantes de desvios do padrão adequado de cuidados , que prejudicam a relação médico-paciente e que são uma vergonha para a profissão médica ", disse ele. Dr. Murray reagiu pouco na corte terça-feira, além de manda um beijo para sua namorada, ele foi levado embora. Como a família Jackson deixou o tribunal, expressaram sua tristeza que nenhuma sentença poderia trazer Jackson de volta. "Eu me sinto da mesma maneira que eu fiz antes do veredicto ... deveria ter sido - de cem anos não é suficiente ", disse Jermaine Jackson.


http://www.necn.com/11/29/11/Jermaine-Jackson-A-hundred-years-is-not-/landing_arts.html?blockID=602706&feedID=4214

Katherine Jackson: Quatro anos não é suficiente

Katherine Jackson (AAP)


Katherine Jackson se pronunciou depois que o homem responsável pela morte de seu filho foi condenado hoje.
Dr. Conrad Murray vai gastar quatro anos de prisão para o homicídio culposo de Michael Jackson. O Rei do Pop morreu há dois anos a partir de intoxicação aguda Propofol nas mãos do médico.
Mas a mãe de idosos Jackson disse que o juiz Michael Pastor fez tudo que podia em sua sentença, mas deseja Murray iria ficar atrás das grades por um período mais longo de tempo.
"Quatro anos não é suficiente para a vida de alguém", Katherine disse aos jornalistas à espera. "Isso não vai trazê-lo de volta, mas pelo menos ele conseguiu o máximo."
"Como pais de Michael, nunca imaginamos que iria viver para testemunhar a sua morte", o advogado Brian Panish leitura da declaração de uma família, antes da sentença. "Não há maneira de descrever a perda de nosso amado filho, pai e amigo."
Juiz Michael Pastor Murray deu uma conversa dura com antes da entrega a sua sentença.
Ele falou sobre a fita que o fez 58 anos de um Jackson claramente drogado cujo discurso foi arrastada e palavras incoerentes.
"Essa gravação foi a política do Dr. Murray seguro", disse o juiz Pastor. "Foi projetado para gravar seu paciente sub-repticiamente no ponto mais vulnerável que paciente."
O juiz disse que a gravação, tiradas no telefone de Murray, foi uma "violação terrível da confiança", e perguntou: "O valor seria colocado na gravação em fita se fosse para ser lançado?"
Promotor David Waldren leu uma declaração durante o processo que foi tomada a partir de Katherine Jackson morreu pouco depois.
É descrito como o mundo da família "desmoronou", após a morte de King of Pop, dois anos atrás.
Ele descreveu como a filha de Jackson Paris estava chorando histericamente no hospital.
"Eu quero ir com você", disse seu pai quando ela tinha dito que ele estava morto e não vai voltar.
A família Jackson assistiu a condenação de uma sala do tribunal embalada, mas não ouviram Murray falar como ele se recusou a enfrentar os tribunais.
Espera-se que o médico irá apresentar um recurso nos próximos 60 dias, como ele continua a alegar inocência.


Read more: http://www.3news.co.nz/Katherine-Jackson-Four-years-is-not-enough/tabid/418/articleID/234713/Default.aspx#ixzz1f8oLjqB6

Conrad Murray foi condenado à pena máxima, sem direito a condicional.

Conrad Murray (Foto: AP)


Conrad Murray, médico de Michael Jackson, conheceu sua sentença final nesta terça-feira (29). A corte determinou que Murray fique quatro anos preso. "Não temos a autoridade para enviar Murray para a prisão estadual", disse Michael Pastor, juiz da Corte Superior de Los Angeles. Por causa disso, ele cumprirá a pena na L.A. County Jail, sem direito a condicional.
O cardiologista havia sido declarado culpado pelo júri no começo deste mês por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) de Jackson, depois de julgamento de seis semanas que apresentou detalhado relato das horas finais do cantor. A pena máxima era de quatro anos. Ele pode apelar da decisão.
Para o juiz, Michael morreu "por causa das ações e falhas de Conrad Murray". Segundo ele, houve "negligência criminal" no caso. "Ele inquestionavelmente violou a confiança de seu paciente. Ele deixou a vida pessoal interferir no tratamento. Ele o abandonou", afirmou o juiz. Em 25 de junho de 2009, Murray administrou o anestésico propofol. Após se ausentar do quarto de Jackson, ele o encontrou aparentemente sem vida. O rei do pop tinha 50 anos.


Katherine Jackson, mãe de Michael, LaToya Jackson, irmã, chegam ao tribunal para a leitura da sentença de Conrad Murray (Foto: Reuters)


No início da sessão, a defesa de Murray solicitou que a leitura da sentença não fosse transmitida ao vivo e não tivesse cobertura da imprensa, para manter a privacidade do médico. O pedido foi negado pelo juiz, que citou a participação de Murray em documentário sobre Jackson como um dos motivos para a recusa.
O Ministério Público queria que o juiz se decidisse pela pena máxima. Seriam quatro anos provavelmente cortados pela metade, devido à superlotação da cadeia.
Os advogados de acusação voltaram a enumerar seus principais argumentos e repetiram: "ele deveria ter se preocupado mais com seu paciente, em vez das ligações pessoais para sua namorada". Os advogados de defesa pediam liberdade condicional para o cardiologista, dizendo que já era prevista a perda da licença para praticar medicina.


Katherine Jackson, mãe de Michael, e LaToya Jackson, irmã, chegam ao tribunal para a leitura da sentença de Conrad Murray (Foto: Reuters)
Brian Panish, representante da família, leu um comunicado antes da divulgação da sentença. "Não há nada que vocês possam fazer que traga o Michael de volta", disse o porta-voz dos Jackson. Katherine, mãe do cantor, e vários irmãos compareceram ao julgamento. Eles choraram após a leitura do veredicto de Murray no tribunal.
Após a morte de Jackson, Murray disse aos detetives que ele estava dando doses noturnas do anestésico propofol ao cantor para ajudá-lo a dormir, enquanto se preparava para uma série de shows. Propofol é indicado para ser utilizado em hospitais e nunca foi aprovado para tratamentos de sono, mas Murray reconheceu ter dado a Jackson.


Ele se recusou a depor durante o julgamento, mas participou de documentário em que disse que não se considerava culpado de qualquer crime. Ele culpou Jackson por fazê-lo administrar as doses de propofol. Seus advogados alegaram em todo o caso que Jackson foi quem tomou por conta própria a dose fatal, quando Murray não estava ao lado dele. O médico estava cheio de dívidas quando concordou em servir como médico pessoal de Jackson, recebendo US$ 150 mil por mês. Ele teve o popstar como paciente por dois meses.
Murray não demonstrou emoção quando foi condenado. "O réu tem demonstrado total falta de remorsos por causar da morte de Michael Jackson", escreveram os promotores. "Ainda pior do que deixar de aceitar até mesmo o menor nível de responsabilidade, ele colocou a culpa em todo mundo, incluindo a pessoa que não está mais aqui para se defender, Michael Jackson."


jackson; irmão (Foto: Reuters)


Sete homens e cinco mulheres que compuseram o corpo de jurados foram reunidos para decidir se o médico de 58 anos era ou não responsável legal pela morte de Michael Jackson, causada por intoxicação aguda de propofol. O cardiologista era médico pessoal do cantor, a quem administrava sedativos, entre eles o anestésico propofol, para combater insônia.


http://ramonferrary.blogspot.com/2011/11/medico-de-michael-jackson-e-sentenciado.html

ADVOGADO DR. MURRAY The Documentary foi um erro


Conrad Murray 's advogado J. Michael Flanagan admite que a decisão de fazer um documentário contando tudo por trás das cenas foi "provavelmente um erro" ... mas diz " TMZ vivo "o Doc realmente precisava do dinheiro.


EUA: Conrad Murray condenado a quatro anos de prisão

TMZ 11:11 Sentença

The sentencing hearing including FULL press conference was over via tmz's live feed was OVER at exactly 11:11 am on 11-29-11

A audiência de sentença, incluindo conferência de imprensa foi mais COMPLETA via ao vivo TMZ, tinha o cargo exatamente 11:11 em 11-29-11
29 = 2+9=11

MJ ESTATE Murray teve o que mereceu

Michael Jackson

O Michael Jackson estate acredita Dr. Conrad Murray tem seus desertos apenas quando o Pastor juiz o condenou a quatro anos no xadrez hoje - diz TMZ a sentença foi "apropriada e necessária." Howard Weitzman , advogado da propriedade, lançou um statetment ... dizendo: "A conduta do Dr. Murray flagrante quando" tratar "Michael Jackson era ruim o suficiente ... mas quando acoplado com suas mentiras ultrajantes na tentativa de encobrir seu erro depois que Michael estava morrendo e / ou tinham morrido só serviu para engrandecer a sua ações criminosas. " O representante acrescenta: "Michael Jackson foi um dos maiores artistas que já viveu e que ele fará falta por milhões."

King of Pop: Promotores do tributo Michael Jackson falência arquivo concerto?


Os promotores de shows, eventos Global LLC está fazendo manchetes de hoje, como a empresa tem supostamente arquivou a bancarrota. O Michael Jackson tributo concerto teve lugar em Outubro deste ano no País de Gales, e houve uma reação mista com a notícia do concerto. Havia várias estrelas que participaram do evento.


Como MTV News relatórios, a empresa, Eventos Globais supostamente deve dinheiro a um número de pessoas, e que supostamente levou a empresa a declarar falência. Algumas das estrelas que participaram no concerto tributo para Michael Jackson estão Christina Aguilera, Ne-Yo, Cee Lo Green e outros.


Não há dúvida de que há milhões de fãs de Michael Jackson em todo o mundo, e ele continua sendo um dos artistas mais populares de todos os tempos, e os fãs queriam ver um concerto de tributo. No entanto, o momento do evento é algo que alguns sentiram era inadequado, simplesmente porque o julgamento Conrad Murray estava ocorrendo naquele momento. Outros ficaram felizes em participar do evento.


http://www.examiner.com/jackson-family-in-national/king-of-pop-promoters-of-the-michael-jackson-tribute-concert-file-bankruptcy

Conrad Murray para servir apenas 2 anos de 4 anos de pena

Conrad Murray para servir apenas 2 anos de 4 anos de pena


Funcionários LA County xerife disse Conrad Murray só vai servir cerca de dois anos de sua sentença de quatro anos atrás das grades, mas neste momento não é elegível para prisão domiciliar.


O porta-voz do xerife Steve Whitmore disse ao The Times que os funcionários ainda estavam tentando determinar os detalhes exatos de sua prisão. Mas sob a lei estadual, os criminosos não-violentos na Califórnia servir 50% de suas sentenças.


Enquanto o Departamento do Xerife é considerando o monitoramento eletrônico em casa por alguns detentos, disse Whitmore convicção de Murray homicídio culposo na morte de Michael Jackson provavelmente significa que ele gasta toda a dois anos de prisão. Essa é a pena máxima da lei permitirá, disse Whitmore.


Sob uma nova política estadual de prisão, os réus condenados por determinados crimes não-violentos vão gastar os seus termos em County Jail em vez do sistema superlotadas penitenciárias estaduais.


Sob a lei homicídio involuntário, bem como crimes tais como tráfico de drogas e roubo de identidade já não necessitam de tempo de prisão estadual.


Em declarações bolhas e demorado, juiz da Corte Superior Pastor Michael Murray condenado a quatro anos de prisão. Ele também criticou o médico por não expressar qualquer remorso pela morte do pop star e sugerindo em um documentário recente de que Jackson era responsável por sua própria morte.


"Falar de culpar a vítima", disse Pastor. "Não só não há qualquer remorso, não há ressentimento e indignação por parte do Dr. Murray contra o falecido."


Pastor negou o pedido da defesa para a liberdade condicional.


"O fato é, o Dr. Murray é ofendido que o paciente [sua] morreu", disse o pastor em um centro de tribunal de Los Angeles. E Murray continua a ser um perigo para a comunidade, disse ele.


Murray não falar antes de Pastor emitiu sua sentença.




- Richard Winton


Foto: Dr. Conrad Murray vira para o público tribunal terça-feira depois que ele foi condenado por sua convicção de homicídio culposo na morte do cantor Michael Jackson. Crédito: Mario Anzuoni / EPA


http://latimesblogs.latimes.com/lanow/2011/11/conrad-murray-will-serve-only-2-years-of-4-year-sentence.html

Conrad Murray é condenado a 4 anos

(AP) - O médico que foi condenado na morte por overdose de Michael Jackson foi condenado a no máximo quatro anos de prisão terça-feira em um final para a saga atormentada do rei do pop.



Dr. Conrad Murray sab estoicamente com as mãos cruzadas como juiz da Corte Superior Michael Pastor repetidamente punido pelo que ele chamou de "violação terrível da confiança", enquanto cuidam de Jackson.
"Dr. Murray criou um conjunto de circunstâncias e se envolveu em um ciclo de medicina horrível ", disse o juiz. "A prática de propofol para a medicina loucura, que violou sua obrigação sob juramento, por dinheiro, fama e prestígio whwatever pessoa pode ter ocorrido."
Pastor disse que um dos aspectos mais preocupantes do caso Murray era uma gravação arrastada de Jackson recuperou de telefone celular do médico.
"Essa gravação foi a política do Dr. Murray seguro", disse Pastor. "Foi projetado para gravar seu paciente sub-repticiamente no ponto mais vulnerável que paciente."
Família de Michael Jackson disse Pastor eles não estavam em busca de vingança, mas deseja que o médico que matou o superstar de receber uma sentença dura, que serve como um alerta aos médicos oportunistas.
"A Bíblia nos lembra que os homens não podem fazer justiça, eles só podem buscar a justiça", disse a família em um comunicado lido pelo advogado Brian Panish. "Isso é tudo que podemos perguntar como uma família, e isso é tudo que pedimos aqui".
A declaração passou a dizer: "Nós não estamos aqui para buscar vingança. Não há nada que você pode fazer hoje, que vai trazer Michael de volta. "
Murray foi condenado por homicídio culposo depois de um julgamento de seis semanas que apresentou o mais detalhado relato ainda das horas finais de Jackson, mas deixou muitas perguntas sobre o tratamento de Murray do superstar com um anestésico sala de operações como ele lutou contra insônia crônica.
Levar o advogado de defesa Ed Chernoff destaque as realizações de Murray.
"Pergunto-me embora até que ponto o tribunal considera a totalidade de um livro de vida do homem, ao contrário de um capítulo", disse o juiz.
O médico decidiu não abordar diretamente ao tribunal.
Chernoff novamente atacado Michael Jackson, como ele e sua equipe fizeram com freqüência durante o julgamento do médico.
"Michael Jackson era um buscador de drogas", disse Chernoff.
A morte de Jackson em junho de 2009 surpreendeu o mundo, assim como a investigação que se seguiu levou a que Murray a ser cobrado em fevereiro de 2010.
Murray disse aos detetives que ele estava dando as doses cantor noturno de propofol para ajudá-lo dormir enquanto se preparava para uma série de shows. Propofol é suposto ser utilizado em ambientes hospitalares e nunca foi aprovado para tratamentos de sono, mas Murray reconheceu dando a Jackson, em seguida, sair da sala no dia da morte do cantor.
Murray se recusou a depor durante o julgamento, mas que optam por participar de um documentário em que ele disse que não se considerava culpado de qualquer crime e culpou Jackson para entrapping-lo a administrar as doses de propofol. Seus advogados alegaram em todo o caso que Jackson deve ter dado a si mesmo a dose fatal quando Murray deixou cabeceira do cantor.
Em seu memorando sentença, os promotores citou declarações de Murray para defender que ele receba o prazo máximo. Eles também querem que ele pagar a restituição para a cantora três filhos - Prince, Paris e Blanket.
É improvável que Murray pode pagar qualquer quantia considerável, incluindo o custo de US $ 1,8 milhões de seu funeral. Ele estava cheio de dívidas quando ele concordou em servir como médico pessoal de Jackson para $ 150.000 por mês, e da cantora morreu antes de Murray recebeu nenhum dinheiro.
Os promotores disseram que a relação de Jackson e Murray foi corrompido pela ganância. Murray deixou sua práticas para servir como médico de Jackson e olhar para o seu bem-estar, mas agiu como um empregado de catering para o desejo da cantora para receber propofol para colocá-lo para dormir, disseram os promotores.
"O réu tem demonstrado uma total falta de remorsos por causar a morte de Michael Jackson," os promotores escreveu em um depósito na semana passada. "Ainda pior do que deixar de aceitar até mesmo o menor nível de responsabilidade, (Murray) colocou a culpa em todo mundo, incluindo a pessoa não está mais aqui para se defender, Michael Jackson."
Os advogados de Murray estão confiando em grande parte em 34 cartas de parentes, amigos e ex-pacientes para retratar Murray em uma luz mais suave e ganhe uma sentença mais leve. As letras e os arquivamentos de defesa descrever a compaixão de Murray como médico, incluindo a aceitação de pagamentos mais baixos de seus pacientes em sua maioria pobres.
"Não há dúvida de que a morte de seu paciente, o Sr. Jackson, não foi intencional e uma enorme tragédia para todos afetados", os advogados de defesa escreveu em sua sentença memo. "Dr. Murray tem sido descrito como um mudou, o homem agoniado, que anda sob um manto de tristeza desde a perda de seu paciente, o Sr. Jackson. "


http://www.mjjunderground.com/2011/11/29/conrad-murray-sentenced-to-4-years/

PARIS JACKSON PARA PAPAI eu quero ir com você

1129_murray_report_ex


Katherine Jackson diz que imediatamente após Michael Jackson foi declarado morto, sua filha Paris estava chorando, dizendo: "Eu quero ir com você." -. Isto de acordo com o Relatório de Liberdade Condicional oficiais obtidos pela TMZ No relatório, Katherine dá uma bronca em Murray para seu documentário, no qual ele coloca culpa pela morte de MJ sobre o cantor e não o próprio Murray. O relatório diz: "Durante as filmagens, ele repetidamente afirmou que ele não fez nada errado. Ms. Jackson sente isto acrescenta insulto à injúria, e mostra que ele claramente não está arrependido." Katherine sente-se uma sentença de quatro anos é "insuficiente". Katherine também diz que ela estava "profundamente ofendido", que no aniversário da morte de Michael, Murray arranjado para ser fotografado no cemitério.


http://www.tmz.com/2011/11/29/paris-jackson-probation-report-micheal-jackson-death-conrad-murray/?adid=hero3#.TtUtCWNC948

CONRAD MURRAY O MUG SHOT

1129_conrad_mug2

TMZ obteve Dr. Conrad Murray 's tiro de caneca ... momentos tomada depois que ele foi condenado por manslaughtering Michael Jackson . em 7 de novembro Conrad permaneceu sob custódia durante a audiência de hoje - para que ele não é esperado para posar para uma foto da polícia nova, agora que ele foi condenado a quatro anos atrás das grades.

LA DA Steve Cooley agora falar para a mídia, os promotores Walgren e Brasil em pé ao lado dele


DR. CONRAD MURRAY Condenado à máxima

video platformvideo managementvideo solutionsvideo player


Juiz Michael Pastor jogou o livro no Dr. Conrad Murray , sentenciá-lo a 4 anos de prisão . Mas Murray não vai gastar um único dia na prisão por causa de uma nova lei da Califórnia. Ele vai servir o seu tempo em LA County Jail. E na prisão, no máximo Murray servirá apenas metade da pena. O juiz estava com raiva, falando repetidamente sobre o documentário Dr. Murray, no qual ele colocou a culpa na porta de Michael Jackson. O documentário claramente pesou na decisão do juiz para dar a Murray max. 


Quanto à restituição, Pastor Juiz ordenou Dr. Murray para pagar "restituição apropriado" para a propriedade e para as crianças de MJ em uma data posterior ... mas o juiz parecia em dúvida sobre o pedido de 100 milhões dólares pela acusação. Pastor Juiz determinou Murray deve pagar uma multa de US $ 800, uma taxa de segurança $ 30 tribunal, e uma avaliação convicção $ 40 criminal. Pastor juiz disse: "Há aqueles que se sentem Dr. Murray é um santo. Existem aqueles que sentem que ele é o diabo. Ele não é nem. Ele é um ser humano. " Pastor Juiz diz que é irrelevante para ele que Michael poderia ter conhecido este destino com algum outro médico. 
O fato é, o pastor disse, Michael Jackson morreu por causa das ações de ... Dr. Murray. " O juiz disse que ele olhou para toda a vida de Murray, e ele ficou impressionado. Mas ele acrescentou imprudência Dr. Murray com Jackson ofuscado boas ações do doc, chamando o tratamento ", um ciclo de medicina horrível." 


O juiz observou , "Dr. Murray engajados em um padrão, recorrente contínua de enganos e mentiras. " O juiz não acreditou, dizendo longe de ser remorso: "Não há ressentimento e indignação por parte do Dr. Murray contra o falecido." 
O juiz estava fazendo notar críticas de Murray comentários sobre o MJ em seu documentário foi ao ar recentemente. No final, o juiz disse: "Dr. Murray abandonou o seu paciente ", chamando a sua conduta" chocantes "e" uma desgraça para a profissão médica ". 


Panish Brian , advogado da família Jackson, leu um comunicado : "Nós ainda olham com descrença. É realmente possível que ele se foi? "A declaração continua ..." Nós não estamos aqui para buscar vingança. . Não há nada que você pode fazer aqui hoje que vai trazer Michael de volta "Em termos da sentença, a família disse:" Nós respeitosamente solicitar-lhe impor uma frase que lembra os médicos que não podem vender seus serviços a quem pagar mais ". promotor David Walgren , que pediu ao juiz para impor o máximo, 4 anos de prisão, lembrou o juiz ... Dr. Murray repetidamente mentiram para as autoridades sobre os acontecimentos no quarto onde Michael morreu. Ele também observou a imprudência de tratamento médico Murray. Walgren chamado tratamento Murray é um "experimento farmacêutica." Walgren disse: "O réu estava jogando roleta russa com a vida de Michael Jackson todas as noites." Walgren também pediu US $ 100 milhões em restituição para as crianças MJ, porque isso é o que Michael Jackson teria feito na "This Is It Tour ". Walgren também queria Murray para pagar um valor justo para o funeral $ 1,8 milhão. advogado de Murray, Ed Chernoff , disse ao juiz Pastor, Dr. Murray não quis abordar o tribunal, mas o advogado disse que, sem dúvida, de Michael Jackson a morte é uma tragédia que exige punição, mas "livro da vida" Murray é muito melhor do que este capítulo um. Chernoff observou Murray nasceu "sujeira pobre" em Granada e levou uma vida exemplar que fez dele um cardiologista. Mas Chernoff observou Murray " . será sempre conhecido como o cara que matou Michael Jackson "Chernoff disse: "Michael Jackson era um buscador de drogas e Dr. Murray estava errado em fornecê-las". 
Quanto à restituição Chernoff ... nunca chocante dirigiu-se ao óbvio - Jackson, que vale mais morto do que vivo. Tudo o que ele disse foi Murray não tinha dinheiro para pagá-lo ..


http://www.tmz.com/videos/1_rdvmsy97

DECLARAÇÃO REV. Al Sharpton RESPEITO a condenação de DR. CONRAD MURRAY



A sentença do Dr. Conrad Murray a quatro anos de prisão por nenhum meio termina a injustiça sofrida por Michael Jackson nem de forma alguma minimizar o fato de que seus filhos perderam um pai e os Jacksons ter perdido um filho para o resto de sua vida. 
Enquanto eu aprovo que o juiz deu a sentença mais alta permitida por lei e que ele usou uma linguagem dura para condenar a imprudência do Dr. Murray, a pena é leve em comparação com os danos Dr. Murray e aqueles que podem ter participado (e não foram punidos) receberam em relação aos danos que eles fizeram. Para aqueles de nós que conhecia Michael amava e isso não é um dia de celebração. 
É um dia de dor continuou por causa da perda de um grande artista e amigo. Eu espero que ele envia um sinal para aqueles que prostituta suas habilidades profissionais para o dinheiro e prazer ao mesmo tempo violar o juramento de sua profissão. reverendo Al Sharpton, presidente da Rede Nacional de Acção


https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=10150968692875231&id=179948425230

Pena Máxima de 4 anos para Conrad Murray (Fotos)













Um juiz disse Dr. Conrad Murray, ele deve servir quatro anos na cadeia de Los Angeles terça-feira. Juiz Michael Pastor Murray deu a pena máxima por homicídio involuntário. O tribunal não tem autoridade para enviar Murray para a prisão estadual, devido à legislação da Califórnia recentes.


Murray vai ter crédito para 46 dias ele já passou na prisão. Ele também deve pagar R $ 800 em restituição e deve pagar as custas judiciais outras. Outros procedimentos de restituição procurado pela família de Michael Jackson vai convocar 23 de janeiro de 2012.


Em 7 de novembro, um júri condenou Murray de matar Michael Jackson. O juiz mandou-o para a prisão naquele dia, onde permaneceu.


texto fonte: http://www.hlntv.com/article/2011/11/29/four-years-jail

FAMÍLIA MJ PARA JUIZ: Nós não queremos vingança Queremos justiça!

1129_joe_katherine_BN_01


Michael Jackson 's pais, irmãos e crianças emitiram uma declaração conjunta para o tribunal ... Pastor Juiz implorando para fazer Conrad Murray pagar por seu crime ... mas a família insiste que não está fora de vingança. A declaração diz: "Não há nenhuma maneira para descrever adequadamente a perda de nosso querido, irmão, filho, pai e amigo. Nós ainda olham com descrença. É realmente possível que ele se foi? Como pais de Michael, nunca poderíamos ter imaginado que viveria para testemunhar sua passagem. É simplesmente contra a ordem natural das coisas. 


Como os seus irmãos e irmãs, nós nunca seremos capazes de manter, rir ou realizar novamente com o nosso irmão Michael. E, como seus filhos, nós vamos crescer sem um pai, nosso melhor amigo, nosso companheiro e nosso pai. Não estamos aqui em busca de vingança. Não há nada que você possa fazer aqui hoje para trazer Michael de volta. Mas vamos manter o amor em nossos corações que Michael incorporados ao longo de sua vida. Sua paixão foi para o mundo a unificação através do dom da sua arte. Solicitamos respeitosamente que você impor uma frase que lembra os médicos que não podem vender os seus serviços para o mais alto licitante e deixar de lado o seu juramento de Hipócrates não fazer mal. Como todos sabemos a partir desta tragédia, isso pode ter resultados devastadores. A Bíblia nos lembra que os homens não podem fazer justiça, eles só podem buscar a justiça. Isso é tudo que pedimos como uma família. E isso é tudo o que podemos fazer por aqui. "


http://www.tmz.com/2011/11/29/michael-jackson-family-judge-begs-letter-conrad-murray/#.TtUf1mNC948

CONRAD MURRAY He Could Get More Time porque ele matou MJ

1129_conrad_mj_reg


Juízes, promotores e advogados criminais que têm falado com TMZ concordo ... Conrad Murray não deve receber a pena máxima - 4 anos de prisão - mas o fato de que ele matou Michael Jackson . muda tudo , não é suposto ser assim - - a fama da vítima deve ser irrelevante - mas é difícil ignorar a fama da vítima. 


As pessoas com quem falamos dizer a frase típica de alguém em uma posição similar - sem histórico criminal, um registro de outra forma imaculada - seria ser uma "sentença de blended" -. um ano ou dois na cadeia, e depois de um ano ou dois de serviço comunitário juiz Michael Pastor deixou claro quando negou fiança Murray - que vê o crime como gravíssimo, possivelmente telegrafar um máximo sentença. É difícil dizer o que o pastor vai fazer, mas quase todo mundo o considera um juiz justo, mas severo. 


O fato de que o promotor está pedindo $ 100 milhões em restituição mostra o quanto de uma diferença que faz com que MJ é a vítima. A realidade é - em termos de dinheiro - Michael vale mais morto do que vivo, então não deve haver restituição. Seus três filhos agora terá centenas de milhões em um golpe de sorte.


http://www.tmz.com/2011/11/29/conrad-murray-sentencing-judge-more-time/#.TtUIPmNC948

MARLON JACKSON Deus punirá Conrad Murray

Michael Jackson 's irmão mais velho de Marlon quer Pastor Juiz de lançar o livro de Dr. Conrad Murray hoje - mas ele insiste em punição real Conrad virá do próprio Deus. Marlon voou ontem para LAX - presumivelmente para a audição de hoje de condenação - e nos disse que espera que Murray recebe a pena máxima ... mas explica: "O veredicto real virá não para baixo no planeta Terra ... o Senhor vai cuidar do que ele precisa cuidar." A audiência está marcada para 08:30 PST - estaremos livestreaming o coisa toda.

Dia de decisão para Conrad Murray

A família de Michael Jackson é esperada para assistir no tribunal como Conrad Murray é condenado hoje na morte do astro pop.




“Eu lhes disse para estarem preparados para liberdade condicional”, o advogado da família Jackson Brian Oxman disse a ABCNews.com.
de Oxman disse que a família Jackson passou por um “misto de emoções terríveis.” Após a condenação, Katherine e filha La Toya estão dizendo: “Isso não muda nada”, disse Oxman.
Embora membros da família pretendem estar no tribunal para o julgamento, marcado para 08h30 horário de Los Angeles, Oxman não sabe se algum deles vai falar perante o juiz Michael Pastor.
O juiz se reserva o direito de desligar as câmeras durante a audiência, como no caso dos filhos de Jackson Prince Michael e Paris, que viu seu inconsciente pai, testemunhando. Um porta-voz tribunal não fornecem nenhuma informação sobre quem irá abordar o tribunal.
No início deste mês, um júri considerou Murray culpado de homicídio involuntário na morte de Jackson em junho de 2009.
“Ele está cumprindo sentença desde 25 de junho, e é mais poderoso do que qualquer coisa que o juiz pode fazer para ele”, disse Oxman, que conheceu Murray na sala de emergência do UCLA, onde os médicos tentaram mas não conseguiram reanimar Jackson. “Eu vi um homem que teve a vida passando diante de nós completamente. Eu não vejo ele como um frio e calculista assassino. Ele fez algumas coisas terrivelmente estúpidas.”
Murray enfrenta qualquer coisa de liberdade condicional a quatro anos de prisão estadual.
“Se o julgamento de Anna Nicole Smith for indicação, liberdade condicional”, disse Oxman.
Nesse caso, os promotores recomendaram liberdade condicional para a psiquiatra de Smith, Khristine Eroshevich, que foi condenada por aquisição de medicamentos por meio de fraude para a modelo que morreu de uma overdose de drogas.
No caso de Murray, no entanto, o promotor está pedindo a pena máxima de quatro anos, bem como 100 milhões dólares – ganhos projetados do cantor de 50 anos -”This Is It Tour” – a pagar ao espólio de Jackson. A promotoria também está pedindo que Murray pague U $ 1,8 milhões dos custos do memorial e serviço de funeral de Jackson.
Em seu memorando para o juiz, os promotores de pintam Murray como médico insensível que sabia que estava fazendo errado com a administração de propofol para Jackson, teve o cuidado de escondê-lo e deixou seu paciente em um estado vulnerável.
“O réu [Murray] agiu como traficante de drogas e corrompeu completamente a confiança necessária em um relacionamento médico-paciente adequado”, afirmou o memorando.
Os advogados de Murray apresentaram um memorando de 45 páginas pedindo que o juiz “imponha uma sentença de liberdade vigiada com serviço de comunidade substancial”, tendo em conta que o médico não tem antecedentes criminais, provavelmente nunca mais vai praticar a medicina de novo e já foi publicamente desacreditado.
O memorando da defesa destaca o começo humilde Murray em Trinidad e sublinha a sua dedicação à profissão médica e seu amor por sua família, incluindo seus sete filhos, que tem sido “esticado próximo ao ponto de ruptura.” Junto com ele, a defesa fornece 56 páginas de cartas de ex-pacientes de Murray, familiares e ministros.
Embora Oxman preparou a família Jackson para uma sentença de liberdade condicional, ele acha que Murray vai ter pelo menos algum tempo de prisão – um ano, talvez dois anos, dos quais ele vai servir pelo menos metade.
“Se o juiz estivesse pensando em liberdade condicional, ele não teria detido ele em custódia”, disse Oxman.
Murray foi algemado e levado sob custódia em 7 de novembro após o veredicto. Ele passou as últimas três semanas na cadeia.
ABCNews


http://brasil.mjjunderground.com/2011/11/29/dia-de-decisao-para-conrad-murray/

Michael Jackson Morte Hoax - pequena mensagem

regresso problemática de Michael Jackson

No documentário "This Is It", o cantor é mostrado como ágil e enérgica. Mas em depoimento no julgamento criminal de seu médico pessoal, surgiu um retrato de um artista perturbado assolada por insônia, uma série de ensaios não atendidas e um diretor de considerar 'puxar o plugue.




Por Kim Victoria, Los Angeles Times
28 de novembro de 2011, 22:51
No filme "This Is It", Michael Jackson é mostrado como ágil e enérgico como sempre, à beira de retorno, possivelmente, o maior na história da música.


"Estamos todos aqui por causa dele", disse o diretor Kenny Ortega no documentário, entre imagens de Jackson lithely flutuando sobre o palco e dando ordens sobre como a série está a ser executado. "Maio que continue, com ele liderando o caminho."


Mas um retrato totalmente diferente de Jackson surgiu no julgamento de seis semanas criminal que terminou este mês, mostrando uma vislumbres audiência nacional de um artista perturbado assolada por insônia e ansiedade, uma série de ensaios não atendidas e um diretor mulling a possibilidade de "puxar o plugue. "


O drama de tribunal, a nota final dos quais será soou com sentença Dr. Conrad Murray na terça-feira, lançou uma nova luz sobre uma questão que era periférica ao processo penal, mas será uma parte fundamental de como o último capítulo da história de Jackson está escrito . Será que sua tentativa de retorno tem o levou diretamente de volta aos holofotes após uma ausência de uma década de duração do estágio e ano marcado por acusações criminais? Ou teria ele vacilou, possivelmente perder todos os ativos passado para seu nome e não para tornar-se relevante, uma vez mais?


No banco das testemunhas, Ortega foi muito menos otimista do que ele estava no documentário sobre os preparativos para os shows. Ele testemunhou que, com menos de um mês para ir antes do primeiro show, Jackson estava faltando uma semana inteira de ensaios. Foi numa fase em que a produção altamente técnicas envolvendo a tecnologia 3D e as ilusões de magia estava sendo puxado junto, pouco antes de a equipe se mudou para o local final: Arena O2 de Londres.


"Tornou-se esta ausência continuou," Ortega lembrou.


Quando Jackson apareceu, o que Ortega viu o preocupava. O cantor estava mal de comer e parecia estar a perder peso. Depois, houve na noite de 18 de junho de 2009, quando Jackson estava tremendo e caminhadas, levando Ortega se preocupar a estrela pode ser "incapaz de subir para a ocasião, devido ao material emocional real."


"Meu amigo não estava certo, ele não estava bem. Havia alguma coisa acontecendo que estava me incomodando", disse o diretor no banco das testemunhas. "Ele estava gelada e ele apareceu perdido, um pouco incoerente."


Os riscos foram maiores do que nunca para o Rei do Pop, que estava se afogando em dívidas e que mais recentemente fez manchetes não por sua música, mas para as alegações prejudiciais do abuso sexual infantil. Os concertos, se bem sucedida, poderia ter sido o início de uma carreira de renascimento, com a conversa de uma turnê mundial, novos álbuns e filmes de longa-metragem.


Para observadores da indústria, as revelações sobre as semanas que antecederam a concertos de Londres veio como uma surpresa.


"O que um desastre de trem", disse Jim Guerinot, gerente de atos, incluindo No Doubt, Nine Inch Nails e Offspring, que acompanhou o julgamento. Back in 2009, Guerinot disse que tinha grandes expectativas para os shows, conhecer a reputação de Jackson para a perfeição.


"Parecia que ia ser um retorno fenomenal", disse Guerinot. "Ouvir o que ouvimos agora, duvido que eles já fizeram isso para fora da porta, se não tivesse uma overdose."


Gary Bongiovanni, editor-chefe da música ao vivo publicação Pollstar, disse participação de um artista no ensaio é crucial para um evento de tal magnitude, ainda que Jackson teve sua música e coreografias para baixo pat.


"Um show como esse é chaveado fora de seu desempenho", disse ele. "Há 50, 100 pessoas que estão tomando todas as pistas off do que Michael faz no palco."


Alguns dos retratos de Jackson que surgiu no julgamento estavam longe de ser o confiante, o artista de pé firme mostrado no documentário. Um médico de longa data de Jackson, Allen Metzger, testemunhou que o cantor veio a ele desesperado por uma maneira de dormir, porque ele estava "com medo", sobre sua próxima mostra.


"Seu medo era que isso era uma obrigação grande", lembrou Metzger, dizendo que Jackson percebeu que o número de concertos, que deveriam ser documentadas pelo Guinness World Records, foi um "calvário enorme." "Acho que ele acreditava que estava à altura da tarefa, mas temerosos sobre o seu estado nutricional e ser saudável", declarou o médico.


A questão de saber se Jackson poderia ter feito a turnê provavelmente será acaloradamente julgado no tribunal civil, onde a família da pop star está acusando a promotora de concertos AEG de colocar pressão excessiva sobre uma estrela fisicamente instável e levando-o à sua morte, e uma seguradora de Londres é alegando a empresa escondeu deles verdadeira condição médica de Jackson.


Peças de evidência desde os dias que antecederam a morte de Jackson ofereceu um sentido de preocupação e frustração aqueles em torno do cantor se sentiu sobre como os preparativos estavam indo. Jurados, e da nação, ouviu a voz de Jackson do então gerente, Frank DeLeo, em uma mensagem deixada por Murray: "Eu acho que você precisa para obter um exame de sangue nele Temos que ver o que ele está fazendo.".


Também apresentado como prova no julgamento era uma duas horas e-mail Ortega escreveu menos de uma semana antes da morte de Jackson. Jackson era "terrivelmente assustada que está tudo a ir embora", Ortega escreveu em uma mensagem dirigida ao homem que tinha a palavra final, AEG Live executivo Randy Phillips. "Ele me perguntou várias vezes esta noite se eu iria deixá-lo. Ele estava praticamente implorando para a minha confiança. Quebrou meu coração. Ele era como um menino perdido."


No momento do e-mail, três semanas antes de abrir a noite, Ortega soou menos de certeza sobre se o show poderia continuar. "Ainda pode haver uma chance de que ele pode subir para a ocasião, se levá-lo a ajuda que ele precisa", escreveu ele. E-mail que, segundo o testemunho, levou a uma reunião de emergência em Holmby Hills mansão de Jackson sobre a disponibilidade da estrela para o palco.


Com um advogado no tribunal AEG, Phillips declarou que ele "não pode especular" sobre se teria nunca chegado ao ponto em que os shows teriam que ser cancelada. Embora admitindo que se a estrela não conseguiu realizar, ele finalmente teria sido no gancho para os custos de produção, Phillips insistiu: "Ninguém do nosso lado estava sempre pensando em puxar a ficha".


Biógrafo de Jackson, J. Randy Taraborrelli, disse que não será escrito que último capítulo na vida do cantor ainda. Cada lado no julgamento teve seu interesse em apresentar as informações que ele fez, e está longe de ser o quadro completo do que estava acontecendo em seus últimos dias, disse ele.


"Mesmo na morte, a natureza enigmática de Michael Jackson sobrevive. Nós ainda estamos olhando para pistas threadbare quanto ao que ele era como eo que sua vida era como," ele disse.


Taraborrelli disse Jackson havia lutado com insônia por décadas, mas a cantora pode ter crescido cada vez menos capaz de se recuperar de noites sem dormir na sua idade. Se ele finalmente teria voltado ao palco com o mesmo vigor e talento cru seus milhões de fãs estavam esperando, disse ele, é sempre uma incógnita.


"Acho que ele teria puxado isso juntos", disse ele. "Não podemos saber com certeza, nunca podemos saber com certeza."


victoria.kim @ latimes.com
Copyright © 2011, Los Angeles Times


http://www.latimes.com/news/local/la-me-jackson-comeback-20111129,0,56387.story

Novo Livro de Jackson: New Beginnings


Outro novo livro sobre Michael Jackson acaba de ser lançado. Periferia Press, Inc. publicou Novos Começos: O primeiro ano de mandato, o paralelo de dois ícones, Barack Obama e Michael Jackson por Allen Shay.


A brochura, que está listado na categoria história ", explora a jornada de dois ícones da história e como contribuíram para seu sucesso - Barack Hussein Obama, o primeiro presidente negro dos Estados Unidos, ea vida ea morte de Michael Jackson, indiscutivelmente o melhor entertainer de todos os tempos ", diz um comunicado de imprensa sobre o livro.


De acordo com o comunicado de imprensa, o livro examina "como os três C é - Contradições, Cycles e Escolhas - de suas histórias, abriu um mapa de estrada com a esperança que eles vão inspirar outros a procurar e alcançar seu verdadeiro propósito na vida."


Você pode ler mais sobre o livro aqui e também está disponível para compra na loja MJFC , alimentado por Amazon.com.




Fonte: MJFC / pr.com

ATUALIZADO: X-Factor: MJ Semana


Michael Jackson semana no 'X-Factor ", como os finalistas últimos remanescentes irão actuar ao vivo na quarta-feira.


Os sete finalistas irão realizar tunes pelo Rei do Pop durante o show de Jackson com temas que irá ao ar na quarta-feira 30 de novembro de 08:00 na FOX. A mostrar resultados vai ao ar na noite seguinte.


UPDATE: Songs sendo realizado pelos sete finalistas são as seguintes:


Rachel Crow - You Are Not Alone
Drew - Human Nature
Astro - Smooth Criminal
Marcus Canty - Bad
Chris Rene - Beat It
Josh Krajcik - Eu simplesmente não posso deixar Loving You
Melanie Amaro - The Way You Make Me Feel


Fonte: MJFC / tvgrapevine.com / earsucker.com

Will Conrad Murray obter liberdade condicional ou prisão hora amanhã?



Dr. Conrad Murray, condenado por homicídio culposo, em 7 de novembro na morte de Michael Jackson, estará de volta na corte terça-feira para descobrir quanto tempo ele poderia passar atrás das grades.


O Los Angeles County Medical Examiner governou a morte de Jackson foi causada por uma intoxicação aguda de propofol, e os procuradores acreditavam Murray administrou a dose fatal do anestésico.


Promotor David Walgren pediu juiz Michael Pastor para impor a pena de prisão máxima de quatro anos, e deu a orientação que julgar Murray deve compensar a família Jackson para a sua perda. Vítimas da Califórnia diz que Lei de Direitos as vítimas têm direito a restituição, mas cabe ao juiz determinar o quanto que é. Walgren citou entrevista de Murray, foi ao ar após o veredicto, onde continuou a negar irregularidades como suporte para impor a pena máxima.


O advogado de defesa Ed Chernoff pediu ao juiz para dar Murray liberdade condicional e serviço à comunidade, destacando o fato de que Murray já pagou um preço alto, porque ele nunca pode exercer a medicina novamente. A defesa apresentou inúmeras cartas de apoio da família, amigos e colegas de Murray atestando seu bom trabalho como médico e sua posição como um homem de família.


É possível que o juiz a conceder liberdade condicional, neste caso, mas na sessão correspondente Beth Karas diz que o cenário mais provável é uma prisão estadual. Karas também diz que se Murray é condenado à prisão, uma nova lei destinada a reduzir a superlotação significa Murray provavelmente permanecerá em Los Angeles County prisão. O xerife também pode colocá-lo em prisão domiciliar.


Durante a sentença, a família Jackson pode fazer declarações em audiência pública sobre a sua perda eo juiz pode considerar essas declarações quando ele está decidindo o destino de Murray. Uma fonte policial disse que, como da semana passada, a família não havia decidido se haveria um membro da família ler uma declaração em nome da família Jackson inteiro ou se vamos ouvir de vários dos Jacksons.


Fontes próximas à família Jackson dizem que Katherine e Jermaine estarão presentes terça-feira para a condenação, mas que é "altamente duvidoso" que as crianças de Michael estará presente.


Na sessão terá cobertura ao vivo do início sentença, às 11h30 ET. Você pode acompanhar-nos no Twitter em @ INSESSION e usando a hashtag # MurrayTrial.


http://insession.blogs.cnn.com/2011/11/28/will-dr-conrad-murray-get-probation-or-prison-time-tomorrow/